Nota ainda cita que Unidade chega a pagar 30% a mais que outras, para que profissionais venham atuar no HRAS, nota ainda diz que problema será solucionado somente com a convocação dos concursados no último certame da SESAU.


Inaugurado há menos de um mês a Urgência e Emergência do Hospital Regional do Alto Sertão (HRAS), continua deixando a desejar, neste sábado, 2, mais um delmirense precisou ser transferido para outra unidade, já que o novo Hospital não atende todos os casos que foram prometidos.

Uma jovem foi esfaqueada e a perfuração atingiu o pulmão, segundo alguns profissionais da Unidade de Pronto Atendimento (UPA-24h), a garota precisaria passar por um procedimento cirúrgico, já que a médica plantonista fez um dreno e a encaminhou para o Hospital Clodolfo Rodrigues de Melo em Santana do Ipanema.

O que foi prometido em discursos pelos políticos mais uma vez não aconteceu e por isso a reportagem fez uma publicação narrando o fato.

Diante da publicação a direção enviou uma nota afirmando que segue tentando contratar especialistas, inclusive oferece um salário maior de outras unidades.

A nota também diz que a situação só será solucionada quando os aprovados no último concurso da SESAU forem convocados e por fim diz aos que insistem em torcer contra, a unidade estará de portas abertas, em uma forma de dissimular que esse portal de notícias está criando fatos, o que na verdade são narrados por diversos seguidores que buscam atendimento da Unidade.

Confira a nota na íntegra:

“A Direção do Hospital Regional do Alto Sertão - HRAS esclarece a população que a unidade está em pleno funcionamento há menos de 30 dias e que, esse período tem sido utilizado para o fortalecimento dos serviços à população. Esclarece, ainda, que a dificuldade de contratação de médicos de algumas especialidades será superada com a nomeação dos profissionais aprovados no último concurso público realizado pelo Governo de Alagoas.

Devido a distância de nossa região de centros médicos com residência médica, a mão de obra médica especializada é de difícil contratação.

Delmiro é a cidade mais distante do principal centro de  formação médica do estado.

O hras está a menos de 30 dias com as portas do pronto socorro aberta e as escalas das especialidades estão gradualmente sendo preenchidas. Porém, para citar como exemplo, hospitais com muitos anos de funcionamento da região (os de Paulo afonso e Santana) ainda possuem pendências para completar suas escalas.

Hoje o HRAS tem as vagas disponíveis, paga em torno de 30% a mais que os demais hospitais e temos a certeza de que a população sertaneja confia e acredita nesse novo momento da saúde em Alagoas. Aos que insistem em torcer contra, só temos a lamentar e, ao final, destacar que, caso necessite, o receberemos de portas abertas.”