Em alguns países, como Estados Unidos e Inglaterra, o número de casos aumentou, sinalizando um alerta para a liberação das atividades no Brasil.


Muita gente já tomou ao menos a primeira dose da vacina contra o Coronavírus no Brasil. Com a chegada da variante Delta, especialistas alertam que é preciso cuidado, principalmente quem não tomou nenhuma dose ou apenas uma. Em alguns países, como Estados Unidos e Inglaterra, o número de casos aumentou, sinalizando um alerta para a liberação das atividades no Brasil.

Um estudo do Centro de Controle e Prevenção de Doenças compara a transmissão da variante Delta à da catapora. Outros estudos alertam que a Delta gera uma carga viral 1.260 vezes maior do que a cepa original. Mirian Dal Ben, infectologista do Hospital Sírio-Libanês, alerta que, além da variante Delta ser mais transmissível, os estudos reforçam a importância da segunda dose contra a doença.

“Um dos estudos avaliou as vacinas da Pfizer e a da Astrazeneca e viu que com uma dose só a proteção contra a variante é em torno de 30%. Com as duas doses, a proteção fica alta, em torno de 70% para a astrazeneca e 90% para a Pfizer”, explicou a médica.

Em relação a vacina da Janssen, um estudo da África do Sul mostrou que a dose única do imunizante protege mais de 70% contra a variante Delta. Para a Coronavac, ainda não há estudo publicado, de acordo com a infectologista.

“Para a vacina conferir uma boa proteção contra as formas graves da covid, quando a gente pensa em variante Delta, a gente precisaria de duas doses da vacina e essa proteção só é adquirida 15 dias após a aplicação da segunda dose”, disse Dal Ben.

A médica alerta que a pandemia do Coronavirus ainda merece atenção e que nenhuma vacina é 100%, por isso, é possível, mesmo vacinada, que a pessoa pegue a covid e transmita a doença. Porém, a chance de ter a covid de forma grave, quando vacinada, é menor.

“A variante Delta é transmitida da mesma forma que as anteriores. A recomendação é que as pessoas vacinadas continuem usando máscara, fazendo o distanciamento social, evitando aglomerar, evitando frequentar espaço cheios de pessoas e mal ventilados. Quem não está vacinado não está protegido”, alertou a médica.

Segundo a infectologista, para quem tomou apenas uma dose, a proteção é baixa. Quem tomou as duas doses da vacina está protegido da Delta.“Quando você está vacinado, embora esteja protegido das formas graves da doença, ainda pode transmitir para quem não está vacinado. Então quando mantem todos os cuidados, você se protege e também protege o outro”, concluiu a especialista.