Novamente Partido aponta dois itens considerados fundamentais para a suspensão do pleito indireto.


PP recorreu ao ministro Gilmar Mendes, do STF (com um Agravo Regimental com pedido de reconsideração) contra a realização da eleição do tampão no próximo domingo, marcada pela Assembleia Legislativa.

O partido aponta dois itens considerados fundamentais no edital publicado ontem, e que, na opinião dos oposicionistas, justificariam a suspensão do pleito indireto:

- o prazo de 53 horas para a inscrição dos candidatos - o partido quer os 21 dias do primeiro edital;

- e o julgamento pelo pleno da decisão já anunciada pelo Ministro Gilmar Mendes.

Seguindo a estratégia adotada na fase inicial da judicialização da eleição do tampão, este é apenas o começo.

Ainda teremos fortes emoções até o domingo.

Por: Cada Minuto