Paulo André do Nascimento foi morto enquanto trabalhava. Chefe de Operações, Flávio Moreira disse que polícia tem duas linhas de investigações, mas não pode revelar no momento. 


Um motorista do quadro de saúde da Prefeitura de Inhapi, foi assassinado a tiros enquanto estava de plantão na Maternidade do município, na noite desta quarta-feira, 13. O crime ocorreu por volta das 19h30min, na Rua Presidente Médici Garrastazu, na Unidade de Saúde que fica situada no centro da cidade.

Segundo as primeiras informações da polícia, o homem estava trabalhando quando foi surpreendido com duas pessoas que chegaram em uma motocicleta atirando. O rapaz ainda tentou correr para dentro da Maternidade, mas foi atingido e morreu na porta de entrada.

A polícia também informou que uma mulher foi atingida de raspão por um dos disparos, mas o estado dela não foi considerado grave.

O policial civil Flávio Moreira, que é chefe de operações da Delegacia Distrital conversou com a reportagem do italotimoteo.com.br já na madrugada desta quinta-feira, 14, onde ele informou está em diligências e que duas linhas de investigações estão sendo apuradas.

“A princípio recebemos duas informações que estão sendo analisadas, a primeira é a mais contundente até o momento, porém não podemos passar detalhes para não atrapalhar as investigações.” Disse Moreira.

Policiais militares do Grupamento estiveram no local e isolaram a área até a chegada do Instituto Médico Legal (IML) que removeu o corpo.

A Prefeitura de Inhapi divulgou uma nota em solidariedade aos familiares do servidor público. Confira:

“A prefeitura de Inhapi presta as mais sinceras condolências aos familiares e amigos do senhor Paulo André do Nascimento, funcionário lotado na Secretaria Municipal de Saúde.

Neste momento de dor, a administração municipal se solidariza com seus familiares e expressa o mais sincero pesar pela perda de quem contribuía com os trabalhos de nosso município.”