Decreto ainda estabelece multas para estabelecimentos que funcionam sem a autorização.

Crédito: Editora guia mais

O governador Renan Filho divulgou nesta segunda-feira, 20, o novo decreto do isolamento social que será estendido até o dia 5 de maio, o novo documento permite que papelarias, livrarias e bancas de revista, lojas de material de limpeza, lavanderias, concessionárias de veículos e lojas de aviamentos e tecidos, inclusive para facilitar a fabricação de máscaras de proteção possam retornar as suas atividades.

O governo agora também recomenda o uso dessas máscaras por toda a população alagoana e determina o uso obrigatório delas por todos os funcionários de bancos, supermercados, mercados públicos e feiras livres, locais nos quais diversas vezes foram flagradas aglomerações de pessoas.

Renan Filho anunciou ainda a abertura de um linha de crédito exclusiva na Desenvolve para ajudar pequenos empreendedores.

Multas

Outra novidade do decreto é que as empresas que não seguirem as determinações serão multadas, disse o governador, alertando que esta é uma nova fase para quem não cumprir as medidas de distanciamento, e anunciando que o estado irá divulgar um edital para aquisição de máscaras feitas artesanalmente a serem doadas para as pessoas de baixa renda.

“Precisamos de um tempo para proteger o cidadão e o profissional de saúde para atender a todos com qualidade, por isso a manutenção do decreto. Hoje 20 leitos de UTI hoje estão ocupados com pacientes da Covid-19”, disse o governador, acrescentando que, hoje à noite, durante videoconferência com o ministro da Saúde, irá abordar a ampliação do número de testes, já que “nos últimos dias houve um crescimento no número de mortes”.

Sobre os questionamentos acerca de supostos erros em resultados de exames relacionados ao Covid-19, Renan disse desconhecer diagnósticos errôneos e falou que os profissionais que fazem os boletins são “do mais alto gabarito”. Em relação aos testes, ele explicou que estão tendo prioridade as pessoas internadas ou que estão com sintomas fortes da doença e disse que cerca de 100 testes são feitos diariamente.

O governador também lamentou a morte da servidora do Samu Alagoas, por coronavírus, ocorrida no sábado passado, e desmentiu as informações de colegas da vítima sobre a ausência de EPIs adequados para os profissionais da saúde, afirmando que toda a rede está equipada com esses equipamentos de proteção individual.

Ao final, Renan Filho reforçou que todas as medidas relacionadas ao decreto estão sendo tomadas gradativamente: “Estamos avaliando todo o cenário, o impacto na saúde pública, para darmos passos seguros para garantir a saúde da população e gradativamente promover retomada da economia, sem riscos”, disse o governador, reforçando que as pessoas não saiam de casa sem as máscaras, para proteger a elas mesmas e a sociedade como um todo.