Delegado confirma linha de execução e diz que mais de uma pessoa participou do duplo homicídio

Na entrevista exclusiva ao portal italotimoteo.com.br, delegado também falou sobre a possibilidade de Ricart Lino ter morrido por queima de arquivo.

Delegado Rodrigo Rocha Cavalcanti é o responsável pela investigação do duplo homicídio

O delegado Rodrigo Rocha Cavalcanti se pronunciou pela primeira vez sobre o caso do duplo homicídio que vitimou Fábio Elias e Ricart Lino, na última sexta-feira, 16. Em uma live no instagram do italotimoteo.com.br, Cavalcanti confirmou que a polícia trabalhava com linha de execução e revelou que mais de uma pessoa participou do crime.

A entrevista que durou cerca de nove minutos, revela novas informações sobre o crime que chocou a sociedade delmirense e repercutiu em todo o estado.

“Quem matou estava com raiva e pelas características foi crime de mando por vingança e com a participação de mais de uma pessoa. O que posso confirmar é que foi um crime premeditado, a pessoa veio disposta a matar. Já temos as características e existe sim a possibilidade da morte de Ricart Lino ter sido por queima de arquivo, ou seja, ele estaria no lugar e horário errado.” Disse.

Assista a entrevista completa: