Caso Husani: acusado de participar da morte do músico, morre em confronto com a polícia


Edilson da Silva Nascimento, “Inhonho”, 23 anos, morreu em confronto com as polícias de Sergipe. Em 2015 ele participou da morte do músico Husani Yau Gonçalves e Silva.

Inhonho e Husani. Crédito: www.italotimoteo.com.br / Foto: arquivo redes sociais

O jovem Edilson da Silva Nascimento, vulgo ‘Inhonho’, 23 anos, morreu na tarde desta terça-feira, 11, depois de entrar em confronto com equipes das polícias Civil e Militar no Bairro Torre, na cidade de Canindé do São Francisco no Estado de Sergipe. ‘Inhonho’ participou da morte do músico Husani Yau Gonçaves e Silva no dia 24 de outubro no ano de 2015, depois de se envolver em uma briga no corredor da folia no centro da cidade de Delmiro Gouveia no Sertão de Alagoas.

O confronto da polícia com o bandido, aconteceu depois que ele se envolveu em outro homicídio na tarde de ontem, 11, no Bairro Olaria na cidade de Canindé do São Francisco. José Messias Farias Silva, 36 anos, foi assassinado a tiros por ‘Inhonho’.

Após esse crime, a polícia conseguiu prender Bruno Emanoel da Silva Carvalho, conhecido como ‘Zé pequeno’. Ele acabou dizendo onde os possíveis autores deste crime estavam. Com a informação as equipes do tenente Vitor e do delegado Fábio Santana foram até ao local. Ao perceber a chegada das viaturas, ‘Inhonho’ deflagrou alguns disparos em direção aos policiais que revidaram e o atingiram.

‘Inhonho’ não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Outro homem identificado como Maikon Douglas da Silva, 22 anos, foi preso tentando fugir do tiroteio. A polícia contou que ele teria levado ‘Inhonho’ até o local onde José Messias se encontrava.

Na operação foi apreendida a arma utilizada no homicídio e na ação contra os policiais, munições, uma balança de precisão e duas armas brancas. Em desfavor de Bruno Emanoel da Silva Carvalho pesa mandado de prisão preventiva por delito de homicídio tentado no estado da Bahia.

Maikon Douglas e Zé Pequeno. Crédito: Damião Feitosa - Jornal do Sertão.

Caso Husani:

Edilson da Silva Nascimento, o ‘Inhonho’, chegou a ser preso em uma operação realizada pela Delegacia Regional de Polícia (1ª-DRP) e militares do Pelotão de Operações Especiais (PELOPES), Companhia de Operações Policiais Especiais do Sertão (COPES-Caatinga) e Rádio Patrulha. Durante a ação, outras três pessoas foram presas, elas foram identificadas como: Vagner Ferreira Estevão, vulgo “Orelha” 24 anos, Taynara Bezerra da Silva, 19 anos e uma adolescente de 17 anos. Com eles foram apreendidos a pistola .40 utilizada no crime com a numeração raspada, um revólver calibre 38, com a seguinte numeração 1614974, crack, maconha, e várias munições de calibre .40, 38 e 12.

Veja o vídeo no dia da prisão realizada em Delmiro Gouveia: