Suspeito de participar da morte de piranhense no Estado Amazonas se apresenta a polícia


José Mateus Barbosa da Silva é acusado de participar da morte de Ronalson Rodrigues Araújo, que era proprietário de uma guarda noturna na cidade de Manacapuru.

Ronalson Rodrigues e José Mateus Barbosa - Cortesia: Polícia Militar do Estado do Amazonas / www.italotimoteo.com.br
O jovem José Mateus Barbosa da Silva resolveu se entregar à polícia nesta terça-feira, 7. Mateus Barbosa é acusado de participar da morte do alagoano Ronalson Rodrigues Araújo, 33 anos, na madrugada desta segunda-feira, 6, na cidade de Manacapuru localizada à margem esquerda do Rio Solimões, na Região Metropolitana de Manaus, no estado do Amazonas.

Segundo um portal de notícias do município, Mateus contou à polícia que a vítima estava ameaçando-o de morte. Um outro homem, que também participou, estaria recebendo o mesmo tipo de ameaça.

Mateus contou também, que na tentativa de não deixar o vigilante sair, começou uma briga que terminou na morte de Ronalson, que era chefe dos dois na cooperativa de segurança.

Três pessoas, incluindo Mateus, participaram do crime. A polícia segue com as investigações.

O caso:

O piranhense Ronalson Rodrigues Araújo, 33 anos, foi assassinado na madrugada da última segunda-feira, 6, com vários golpes de faca peixeira, após matarem o homem, os assassinos ficaram cerca de 18 horas com o corpo dentro da residência em que eles moravam. Para abandonar o corpo, os criminosos alugaram um carro, mas quando estavam desovando o corpo na madrugada da terça-feira, 7, foram surpreendidos por uma guarnição da Polícia Militar, mas eles conseguiram fugir dos policiais.