Slider Recent


Homens que foram presos acusados de estupro negam e diz que irão provar a inocência

Prisões aconteceram na madrugada desta terça-feira, 19, no Conjunto Habitacional Vila 25 em Delmiro Gouveia. Na delegacia eles foram entrevistados e atribuíram o crime a um adolescente.

Presos solicitaram a não divulgação do rosto, alegando que são inocentes. Crédito: PMAL - Cortesia a Imprensa

Uma ação da Polícia Civil com o apoio da Polícia Militar, na madrugada desta terça-feira, 19, resultou na prisão de dois homens que são acusados de agredir e estuprar uma anciã de 76 anos. O crime teria acontecido, durante a madrugada desta segunda-feira, 18, no Conjunto Habitacional Vila 25 em Delmiro Gouveia, no Sertão de Alagoas. Na delegacia, ‘Quipa’ e ‘Tom’ negaram as acusações e disseram que irão provar inocência.

A reportagem teve acesso ao depoimento da vítima que teve o nome preservado. Em oitiva ao delegado Rodrigo Rocha Cavalcanti, a senhora disse: “Por volta das 3h da manhã três homens invadiram a minha residência e Quipa estava com uma faca e Tom e o adolescente com paus. Eles me obrigaram a levantar me chamando de [Puta Velha] e que iriam praticar sexo comigo e depois pega o dinheiro da minha aposentadoria e me matar.”

Ainda na oitiva, a senhora disse “Que eles chegaram a roubar R$ 300,00 e celulares e não satisfeito rasgaram a roupa dela e obrigaram a praticar sexo oral, comecei a gritar e pedir socorro, mas eles voltaram a me agredir. Quipa bateu com a faca em minha cabeça e nos braços e depois fugiram.” Relatou a senhora.

Uma guarnição da Polícia Militar, através da guarnição Rádio Patrulha chegou a realizar rondas para prender os suspeitos, mas eles não foram localizados.

No dia seguinte, a equipe do delegado iniciou o monitoramento dos suspeitos e eles acabaram sendo presos. Um adolescente que é responsável por vários atos infracionais conseguiu fugir.

Ao saber que os homens haviam sido presos, a idosa foi até a residência dos mesmos e tentou agredi-los. “Esses canalhas por pouco não tiraram a minha vida.” Disse a anciã.

Os suspeitos foram conduzidos para a Delegacia Regional de Polícia (1ª-DRP) onde concederam entrevista ao portal italotimoteo.com.br

'Quipa' relatou que a mulher é viciada no álcool e costuma a inventar as coisas. “Não é a primeira vez que ela faz isso, eu jamais faria um ato de covardia desse. Sou trabalhador e todos na comunidade me conhecem, a polícia fez o seu trabalho, mas eu irei provar a minha inocência perante ao juiz e a quem quer que seja.” Afirmou.

Já 'Tom' negou as acusações e disse que no dia do ocorrido estava viajando com o seu pai. “Meu pai é evangélico eu estava na Bahia no dia do ocorrido, trabalho de pizaaiolo e jamais teria a coragem de fazer isso que essa senhora está afirmando. Acredito que por ser madrugada, a mulher ficou atordoada e atribuiu isso a mim porque moro próximo da casa dela. Mas como disse o Quipa, vou provar também a minha inocência, eu jamais faria isso.” Finalizou.

Ainda na entrevista, ‘Quipa’ e ‘Tom’ atribuíram o crime ao menor que vem atormentando o sossego da sociedade da Vila 25.

Os suspeitos serão ouvidos ainda nesta terça-feira, 19, por um juiz durante a audiência de custódia.