Últimas Notícias

Guardas Municipais podem ser inocentes da acusação de assassinato depois de abordagem



As investigações sobre o assassinato de Wanderson Alves da Silva, que foi encontrado morto depois de ter sido agredido por Guardas Municipais na cidade de Branquinha, estão seguindo um outro rumo depois que o delegado responsável pelo caso apurou que a morte do jovem pode ter ligação com o tráfico de drogas naquela região.

O corpo do jovem foi encontrado dias depois da abordagem e com isso os Guardas Municipais Jaelson Ferreira da Silva e Carlos Roberto da Silva passaram a ser os principais acusados do crime. Segundo o delegado Sidney Tenório, nesta segunda-feira (11) serão colhidos novos depoimentos para elucidação do caso, que agora seguirá em dois inquérito: um por homicídio e outro por agressão física, no qual irão responder os Guardas.

De acordo com Tenório, chegou uma informação na delegacia de que a morte de Wanderson Alves teria sido determinada pelo comandante do tráfico na região de Branquinha, que reside em Maceió. A vítima teria passado a noite e a madrugada junto com os traficantes e no seguinte foi morta.

Além do crime de agressão, os Guardas Municipais irão responder também pelo crime porte ilegal de arma. Os inquéritos devem ser concluídos em 30 dias.

Sem comentários

close
Banner iklan disini