Slider Recent


CNJ inocenta Washington Luiz por 11x2; ministra Cármem Lúcia foi voto contra




Foi encerrado hoje pela manhã o julgamento do desembargador Washington Luiz no Conselho Nacional de Justiça.

Resultado: 11 votos a 2 a favor do magistrado, que volta imediatamente ao cargo.

Na semana passada, 10 conselheiros já haviam se pronunciado pela rejeição da última denúncia que contra o desembargador – a que envolvia a SP Alimentos, empresa que forneceu merenda escolar para a prefeitura de Maceió e foi denunciada pelo MP Estadual de São Paulo no caso que ficou conhecido como a Máfia da Merenda.

Com os votos contrários da ministra Cármem Lúcia, presidente do CNJ e do STF,  e do conselheiro Luciano Frota, que havia pedido vistas da matéria na semana passada, finalmente o desembargador Washington Luiz  foi inocentado e retorna ao posto imediatamente.

Atuaram na defesa do magistrado os advogados Nabor Bulhões e Fábio Ferrário.

É de se destacar: o conselheiro completaria dois anos de afastamento do cargo no próximo dia 28.


Por: Ricardo Mota - TNH1